Pequenos aborrecimentos que não acabam com o dia

DSC00769

 

  1. Meia molhada
  2. Começar a cortar as unhas da mão pelo lado errado (aka cortar a mão mais fácil primeiro)
  3. Voltar a marcha do carro do jeito errado porque não te ensinaram como voltar marcha na auto-escola*
  4. Pessoas que não se decidem
  5. Cabelo fino que embaraça com qualquer ventinho (alguém? o/)
  6. Greve na faculdade (exceto quando tem aluno querendo barrar outros alunos pra não ter aula, aí eu desço a mão)
  7. Eventos idiotas no facebook
  8. Professor que acha que o aluno é escravo
  9. Deitar na cama, se aconchegar e lembrar que não escovou os dentes
  10. Cortar a franja toda torta

 

* essa só acaba com o dia se você bater e morrer, né? 😛

Como eu escolhi a faculdade de física?

Oie 🙂

Já faz um tempinho que eu gravei esse vídeo (2 meses), nele eu conto um pouco de como foi minha trajetória ~~acadêmica~~ até chegar na faculdade de física, o que eu faço hoje em dia e o que dá pra fazer sendo físico! Vem comigo 😀

Faculdades que eu frequentei: USP Lorena (Engenharia Industrial Química) e UNESP Guaratinguetá (Física)

Gostou? Não esqueça de curtir, avaliar e se inscrever no canal!

(Repost) Review: Band kit de guitar hero

Esse é um repost do meu outro blog! Essa resenha foi ao ar em abril de 2013, mas como descreveu muito bem o que eu achei desse band kit, achei que valia a pena trazer pra cá! 🙂 

Já faz muito tempo que eu queria fazer esse post, mas sempre me enrolava na hora de fazer o texto (o rascunho tá aqui desde 20/02 e as fotos são de antes! #fail). Bem, de hoje não passa (: Todas as fotos aumentam se clicar!

Foi um parto tirar essa foto :P

Foi um parto tirar essa foto 😛

Geral

Meu band kit é o do Guitar Hero Warriors of Rock (salvo engano, é o 6), e vem com a bateria, guitarra, microfone e o jogo em si (dã). Foi comprado na MK Games da Santa Ifigênia (lá em São Paulo) e eu paguei R$470,00 na época (nov/12), quando os preços estavam começando a subir por causa do natal. Eu pesquisei em outras lojas e cheguei a ver preços como R$600,00, então é bom pesquisar antes de comprar. Na época também tinham kits do Rock Band Beatles, todos por mais de R$1000,00, mas entre um set de GH e outro de RB (e por mais do dobro do preço), fiquei com o primeiro.

Jogo

Sobre o jogo em si, achei um pouco enrolado. Ele tem o Quickplay e já vem com a maioria das músicas liberadas, mas se você quiser jogar, por exemplo, 2112 do Rush, precisa fazer o Quest Mode. No Quest Mode, você precisa salvar o Demigod of Rock, e pra isso você passa por “fases”, agrupadas por personagem e gênero (ex: Johnny Napalm tem Offspring e Ramones, Pandora tem Linkin Park e White Stripes…). Se você conseguir completar o número de estrelas necessário em cada personagem, ele se transforma numa versão “”monstro”” , cada um com um poder diferente (star power dobrado, proteção pra não quebrar o combo…). Quando você termina o Quest Mode, você tem a opção “Dominate Quest”, onde você usa todos os poderes juntos e pode obter até 40 estrelas em cada música.  Sendo sincera, gosto mais da simplicidade do Guitar Hero 3. [Nota: 7/10]

Guitarra

 

A guitarra que vem com o jogo é maior do que as que eu já estava acostumada (GH2 de playstation). Ela tem a frente vermelha, que é removível (e eu levei um baita susto quando soltei ela, fuéins) e risca com muita facilidade – a parte branca principalmente. O braço dela tem os botões do jeito que todos já conhecem e logo na parte de baixo tem “botões” pra você fazer as slide notes. Como dá pra notar nas fotos, o braço dela também solta, e isso facilita muito na hora do transporte – é só colocar na mochila e pronto. Pra mim, o principal ponto positivo foi o botão do star power, que agora fica logo em baixo da palheta, podendo ser apertado com a palma da mão enquanto você joga. Em contrapartida, odiei a falta de cabos dela, já que é um saco ter que ficar carregando pilhas por ela só ter a opção wifi. [Nota 8/10]

Bateria

 

Admito que a bateria foi o principal motivo de eu ter comprado o band kit e posso dizer que não me arrependi. Começando pelos pontos positivos, ela tem os dois pratos (os sets de Rock Band são diferentes, assim) e o posicionamento dos sensores segue a ordem de uma bateria “normal” (caixa, chimbau/chimbal/sei lá como escreve, prato de condução, etcs), o que facilita pra quem já é familiarizado com a bateria (e que não faz a menor diferença pra quem nunca tocou :P). Falando em pratos, você ativa o star power batendo nos dois pratos ao mesmo tempo. As baquetas são simples, vem com o nome do jogo gravado e tem um lugar na lateral pra serem guardadas (coisa linda <3). Um detalhe que não passou batido também (não pra mim, mas pelo namorado) foi o fato de que na parte de trás você tem não só uma, mas duas saídas pra bumbo, o que significa que dá pra por um pedal duplo e jogar Expert+ melhor (ehehehe). De ponto negativo eu destaco a fragilidade do pedal, os pés da bateria que vão pra frente conforme você joga (se for em tapete não escorrega, mas eu tenho que botar dois chinelos (!) no pé da bateria, pra ela não andar) e a falta de sensibilidade do vermelho, que eu já li críticas em outros lugares também. [Nota 9/10]

Microfone

sam_1029

Não tem muito o que falar, né? O microfone que vem com o kit tem o cabo mais longo do universo (sério, é gigante!) e não tem nem um botãozinho sequer pra apertar HAHAHA. Tudo o que você for fazer, se estiver no player do microfone, tem que ser feito com o controle mesmo. Dá pra ativar o star power no meio da música dando duas batidinhas nele, mas apertar o Y do controle é mais prático, já que nem sempre as duas batidas funcionam. Dá pra dizer que cumpre seu propósito no jogo… E ainda dá pra cantar Bohemian Rhapsody, yay! [Nota 9/10]

Vale a pena se… você gostar desse tipo de jogo e já enjoou da guitarra, tem mais alguém pra jogar junto (jogar sozinho é chato!), pode levar pra lá e pra cá na casa dos amigos ou não se importa de gastar um pouquinho de dinheiro pra ter uma boa diversão por muito tempo!

Não vale a pena se… você não gosta de tocar bateria (e tem que aprender a segurar a baqueta certinho, senão machuca o pulso!) ou cantar, não tem ninguém pra jogar junto, não quer gastar muito dinheiro, não tem facilidade com jogos de coordenação motora ou já cansou de Guitar Hero.

Nota final: 8,25/10

Espero que esse post ajude outras pessoas leigas no assunto a comprar (ou não) um set de GH! Redigi tudo de acordo com as minhas impressões, então que fique bem claro que eu não sou ~~a entendida~~ do assunto. Pra mim foi um investimento que valeu a pena e que agora anima todas as reuniões aqui em casa (ou na casa dos outros). 😀

Sobre amizade, reciprocidade e consideração

IMG_20140521_152834

Eu não sou uma pessoa de muitos amigos. Colegas? Tenho vários. Amigos? Poucos, mas bons. Amizade pra mim é coisa séria, mesmo que eu não demonstre. O que é amizade pra você? Conversar, dar risada, emprestar dinheiro, contar fofocas, andar de braço junto na hora do recreio e combinar de ir ao shopping qualquer dia desses…? Isso tudo é a parte boa da amizade, mas um amigo é mais: Amigo – pra mim – é aquela pessoa que eu sei que posso contar meus problemas. Amigo é aquela pessoa que, mesmo que não me dê uma solução, vai me dar um apoio. Amizade tem que ser recíproca, tem que ter respeito, tem que ter consideração.

Infelizmente, não é assim que todo mundo pensa. Tem os maldosos que só se juntam com você por interesse, que não acrescentam nada na sua vida e só envenenam sua relação com outras pessoas. Tem aquele pessoal que você confia pra caramba mas, de repente (e não mais do que de repente) fazem *puf* e somem da sua vida, surgindo depois como se nada tivesse acontecido. E tem também a categoria mais estranha de todas: as pessoas que são amigas mas que não querem sua ajuda de maneira alguma. Nunca tinha visto isso, mas além de existir o pessoal que é amigo só nas horas boas, também tem quem queira amigos só pras horas boas. Você e sua preocupação? Que se explodam…

 

 

Lista: 10 lugares turistões que eu sonho em conhecer

Inspirada pelo post da Paula, sobre os 10 destinos que ela ainda vai visitar vim fazer aqui a lista dos 10 lugares que eu sonho em conhecer. Acho que vou fazer dois posts de top 10, porque não sou uma pessoa muito ~viajada~ (#todaschora) e preciso conhecer muito lugar famoso e acumular conhecimento de viagem (hahaha) antes de partir pros lugares mais diferentões. Eu não acredito naquela lei da atração, mas sei que se você tem sempre em mente o que você quer (Eyes on the prize, bitch!), fica mais fácil se manter focado. Isso teoricamente funciona pra tudo, só não vence minha mente gorda, cuéin 😥

caldasnovas

Capital mundial do pedalinho e de esportes radicais como bocha, Caldas Novas me atrai pelas fontes termais e pelo parque aquático. É um destino meio de velho, mas eu amo/sou piscina e acho que esse é um destino bem dummy proof até pra quem tem menos costume de viajar do que eu. E se bater o desespero, qualquer pacotão turístico (ugh!) dá conta do recado.

lencoismaranhenses

Mais um destino brasileiro, que fica BEM longe de onde eu moro mas é lindo! Admito que eu não sou uma pessoa muito ~natureza feelings~, mas é impossível não ficar hipnotizado por essa mistura de areia branquinha e águas bem azuis, né? Claro que eu também quero conhecer outros lugares, já que os lençois maranhenses ficam em um parque: culinária, danças, praias…

bahamas

Admito que a primeira coisa que me vem a mente quando penso em Bahamas/Caribe/praias paradisíacas é “resorts all inclusive com aulas de salsa/meregue a beira da piscina”, e  isso não me atrai de maneira alguma 😐 Sei que se um dia quiser ir pra lá, terei que desembolsar uma graninha a mais pra ficar em um lugar mais tranquilo, mas eu acho que se você vai gastar em uma viagem dos sonhos, ela tem que ser dos sonhos, né? Não sou rica (muito pelo contrário), mas sou totalmente contra ir sempre no mais barato, é muito mais vantajoso você gastar umas horinhas procurando algo que se encaixe no que você realmente quer.

sanfrancisco

Ahhh, Califórnia… Como não se apaixonar por tantas paisagens bonitas? Os EUA são um destino muito conhecido pra compras, mas na minha lista de viagens turistonas o estado da Califórnia tem lugar cativo! ❤ Sei que aí em cima tem a imagem da Golden Gate, mas meu sonho mesmo é a tradicional roadtrip pela costa leste inteira, começando por San Francisco! Quero conhecer a Golden Gate, Sausalito, a Lombard St., o Pier 39, andar de bondinho, ver universidades, bibliotecas… ❤

italia

Quando eu penso em visitar a Itália, claro que os principais monumentos históricos passam na minha cabeça (e vários cenários do Dan Brown também ^^’ ), mas o que realmente me faz querer muito ir pra lá é a velha conhecida comida! A Itália é conhecida por ter uma comida que foca principalmente na qualidade dos ingredientes (azeites, legumes, queijos…), e como boa cozinheira/comedora (hehehe), eu sonho em ir pra lá. Sair andando pelos becos escondidos, achar verdadeiros tesouros em forma de restaurantes, tomar gelatti, andar de scooter e ver o dia-a-dia dos italianos…

jeri

Jijoca de Jericoacoara, ou Jeri para os íntimos. Conheci Jeri quando uma amiga minha viajou pra lá e eu fiquei absolutamente passada com a beleza do lugar (ela também tem fotos lindas la nos Lençois Maranhenses!), sonhando com o dia que eu pudesse ir também. Isso foi em 2005/2006, e na época parecia impossível. Hoje em dia continua impossível eu já consigo pensar em ir, inclusive fiz vários orçamentos no começo do ano mas cancelei porque outras prioridades apareceram 😦 Enfim, por mais que Jeri seja um destino meio chato de chegar (tem que ir até Fortaleza, pegar translado, ficar na mão de algumas agências de turismo zzzZZZzzz…), eu tenho certeza de que um dia vou visitar a pedra furada, assistir um por do sol e  deitar de pança pra cima numa rede 🙄

paris

Por essa o meu eu de 10 anos atrás não esperava (!), já que por muitos anos eu não achava a menor graça na França. Passei a pensar melhor nisso depois de ver vários posts de blogueiras que foram pra lá, e vi que a cidade luz realmente é linda. Piquenique no gramado enquanto vê a torre acender? Caminhar pelos Jardins de Luxemburgo e Tulheries? Passar por aquela ponte cheia de cadeados (mas sem deixar nenhum, porque isso estraga a ponte)? Comer macarons na Ladurée? Passear por 5986 museus? Sim, sim, sim, sim e sim! Talvez eu dispense a maioria dos museus, mas o resto dos passeios muito me agrada. Tudo a pé, tudo com o namorado, tudo falando com biquinho e com uma baguete debaixo do sovaco 😀

disneyland

Já falei da Califórnia lá em cima, mas a Disneyland merece um lugar especial aqui nessa lista, em terceiro lugar. Comecei a ter vontade de conhecer a Disneyland faz pouco tempo, ela não é tão conhecida aqui no Brasil, né? Normalmente falamos de Walt Disney World, na Flórida, e sequer sabemos que a Disneyland foi o primeiro parque que Walt Disney inaugurou! Eu demorei pra descobrir o que tem por lá, mas quando vi fotos da Mickey’s Fun Wheel (roda gigante do Mickey) e do show de luzes do California Adventure  (World of Color), me apaixonei na mesma hora. Sei que os dois parques (Disneyland e California Adventure) nem de longe tem as mesmas atrações dos 4 parques de Orlando, mas pelo pouco que eu vi, deu pra perceber que eles são um resumo do que há de melhor lá! Quem sabe um dia, quando eu fizer minha roadtrip? 🙄

ny

A capital do mundo não podia ficar de fora, né? Eu demorei pra convencer o namorado de que NY era um destino legal (como pode, gente?), mas depois que eu mostrei pra ele alguns vlogs na cidade, ele gostou também! 🙂 Tem tanta coisa legal pra fazer nessa cidade que eu nem sei por onde começar. Ir no verão ou ir no inverno?  Visitar outlets ou não visitar? Ir nas lojas famosonas ou procurar cantinhos escondidos em outros bairros? Visitar a loja da Disney ou da Nintendo primeiro? Qual cheesecake comer, qual linha de metrô pegar, qual peça da Broadway assistir, que museu visitar, subir no Empire State ou no Top of the Rock…? São muitas coisas pra fazer, muito dinheiro pra gastar e muitas memórias pra construir…

wdw

E em primeiríssimo lugar, a minha viagem dos sonhos, aquela que eu durmo e acordo pensando todos os dias: Walt Disney World! Padrão? Clichê? Esperado? Tudo isso e muito mais, mas sonho é sonho e eu nunca vou desistir desse. A Disney nunca foi meu sonho de criança, ele começou tarde (em 2009/2010) mas veio com força total. Já criei tantos roteiros imaginários, já li tantos fóruns, já comecei tantas poupanças… De alguém que achava que a Disney era só o parque do castelo da Cinderela, eu passei a ser Mickeyra que não segura o choro quando lê relatos de alguém que foi pra lá. Eu sou uma pessoa que não gosta de esperar pra descobrir o que acontece (vivo lendo spoiler de tudo), mas quando se fala em Disney eu posso afirmar com toda a certeza: NUNCA vi nada do que acontece por lá, seja vídeo de atrações, show de fogos, apresentações em teatros… Quero guardar toda a emoção pra quando eu finalmente for pra lá, e tenho certeza que pra cada passinho que eu der, seja tirar passaporte, visto, comprar passagem, entrar no avião, chegar em Orlando, fazer check-in no hotel ou finalmente caminhar pela Main Street USA em direção ao castelo da Cinderela, muitas lágrimas vão cair, e eu vou ter certeza de que eu realizei meu sonho ❤

Depois de 4 horas montando esse post (ao invés de estudar álgebra, como o planejado), tenho certeza de que eu vou realizar todas essas minhas viagens! Paula, obrigada por montar um post tão inspirador, e se alguém mais estiver lendo isso aqui: Faça essa lista! Por mais que você não tenha dinheiro, por mais que você não conheça muitos lugares pra ir, viajar é algo que dinheiro algum paga. É aprendizado, felicidade, amizades, auto-conhecimento, alguns quilos a mais e uma sensação de satisfação que não tem como descrever 🙂

Ps: Notaram como o número de linhas cresceu conforme a lista foi descendo? São essas pequenas coisas que medem a empolgação que você tem por algo, hahaha

Pão

Esse fim de semana eu fui bem prendada no que diz respeito a panificação: Fiz uma receita de pão (que ficou parecendo um cogumelo nuclear, de tão grande) e ajudei a moldar outra fornada (que ficou normal). A receita era uma de massa de esfiha do Canadá Diário e eu gostei dela porque a massa não fica tão quebradiça/craquelenta por causa do leite. Minha única alteração seria com relação as quantidades, já que 1kg de farinha deu um pão gigantesco. Em parte foi erro meu, eu podia tranquilamente ter feito 4 pães menores, mas como o meu forno é bem pequeno, eu não queria fazer 4 fornadas diferentes. Enfim, errando, aprendendo e refazendo.

A segunda fornada foi de pães bolinha, eu dei a sugestão de moldar assim pra ficar mais fácil de comer, já que aquele pão gigante estava um pouco ruim de cortar… Colocamos as bolinhas na assadeira, depois da segunda fermentação, e deixamos lá crescendo. Eu deixaria crescer por algumas horas até assar, porque o miolo ficou extremamente denso, o que também foi um problema do primeiro pão…

No geral o saldo foi positivo: gastando metade do que você gastaria em uma padaria, você consegue o dobro de pão, caseiro e com a certeza de que nenhum padeiro porco mexeu na sua massa ^_^ E sobre a bagunça/demora: realmente faz uma baguncinha, mas com a prática você não faz tanta sujeira assim. Se você acha que demora, são 10 minutos pra separar os ingredientes, 15 minutos sovando e 10 minutos pra limpar a sujeira. O que demora mesmo é a fermentação, mas você não tem obrigação de ficar olhando isso, então mesmo que o processo todo demore, você não fica presa a ele todo esse tempo. Ou seja: vale a pena!

Fotinhoooooos 😀

Pão/cogumelo nuclear

Pão/cogumelo nuclear

Pão bolinha, ficou do tamanho do "eggsponge" :)

Pão bolinha, ficou do tamanho do “eggsponge” 🙂

Botando a casa em ordem pt 3: Resumão de abril

Terceiro post resumão, o mês de abril foi longo, praticamente interminável. Muitas fotos, muitas coisas feitas, duas viagens e uma prova importante! Vamos começar que o post é longo:

Abril 1

No começo do mês, fui dar uma voltinha lá em casa, já que eu não voltava desde o meu aniversário em fevereiro (!). Matei a saudade de todo mundo (principalmente da Bola ❤ ), fiz o almoço, me irritei um pouco na hora da volta e assisti Operação Babá (melhor filme, hihihi). Eu sei que parece esquisito eu morar a 2:30 de São Paulo e não ir tanto pra lá, mas me entendam: Depois que você se acostuma com o ritmo do interior, pegar um ônibus pra ir pra uma cidade bagunçada é uma tortura 😦 Também não ajuda o fato de eu ter aula aos sábados até 12:00, o que me faria chegar lá só no fim da tarde pra voltar no domingo a noite, ou seja: tá difícil. Voltando pra Guará, descobri que minha prova da auto escola foi remarcada pro dia 24/04, ou seja: pânico! O resultado? Tá lá no fim do mês, hehehe.

Abril 2

No feriado de páscoa, eu e o namorado fomos até Belo Horizonte pra Semana Santa 2014! Jogo pump desde 2003 mas nunca tinha ido pra lá nessa época, o que é um absurdo, já que é um dos eventos mais tradicionais da pump brasileira 😛 Foram 8 horas de viagem até lá, a vista da serra é linda mas depois da 7563847567ª vista bonitinha você enjoa. Fiquei surpresa com o frio que faz no caminho! Saímos daqui as 6 da manhã e praticamente congelamos quando paramos pra olhar a vista 😦

Chegando em BH, ficamos na casa do Fred 😀 Ano passado a gente furou com ele (fuéins), mas esse ano nós fomos e conhecemos o Greeeeeeeeeeeg! ❤ O Greg é o cachorro mais lindo do universo (depois da Nadine e da Cocota, claro) e gosta de morder o pé de todo mundo, quase perdi meus dedos nessa brincadeira 😛 Fomos na Velvet, assistimos o campeonato, congelamos na praça do Papa, eu conheci muuuita gente e comi no carrinho de lanches vegetarianos. Aliás, comida mineira é muito bom, né? Voltei umas 15 toneladas mais gorda, mas é porque a mãe do Fred cozinha bem demais também *-*

No caminho da volta, eu vi como é bom ser prevenida e sempre carregar de tudo no carro HEHEHE Mas enfim. Paramos em várias vendinhas de beira de estrada, compramos queijo de alho, requeijão em barra, doces… E nos perdemos no meio de Três Corações 😛 Chegamos em Guará já passava da meia noite e desabamos na cama, mas com a certeza de que foi uma viagem incrível! 🙂

Abril 3

O resto do meu mês foi só de coisas rotineiras: Faculdade, cozinhar, assistir One Piece… Eu sempre flagro essa cachorrinha dormindo nas poltronas da faculdade, costumo dizer que é meu espírito durante a aula de química hahaha Também fui no “Show da Física” pra ajudar (e no fim só fiquei de escrava) e copiei muita matéria. Cansa, viu? Não vejo a hora de me formar… O bom é que as vezes dá pra dar uma relaxada, no dia 26 fui no shopping com as meninas e aproveitamos pra tirar uma foto naquelas máquinas da Neoprint (jurássicas!), já que da última vez que eu tirei uma dessas foi só com a Amanda (faltou a Marina!).

Sobre o exame de carro? PASSEI! Acabou o desespero da prova, da taxa de reprovação e das aulas extras 🙂 Passei de primeira, não fiz nenhum ponto na baliza e não quero nem saber o que o examinador achou que eu fiz de errado (até porque o examinador era muito gente boa e devia estar cansado, já que eu fui a última a fazer a prova no dia…). Agora é só esperar minha CNH chegar e vencer o medo de dirigir 😦

No mais, esse mês também fiz uma receita de esfiha com uma massa muito boa, fiz bobeirinha na marmita do namorado e terminei a saga de Enies Lobby de One Piece ❤ Agora é torcer pra que maio seja um mês bom e que eu não vá tão mal nas 500 provas que eu tenho 😦

Consegui por tudo em dia \o/

Botando a casa em ordem pt. 2: Resumão de março

Resumão de março por aqui 😀

Março

Ok, ok… Talvez seja por isso que eu e o namorado engordamos absurdamente ¬¬ Olhando minha pasta de imagens do mês de março, tem basicamente faculdade e comida. Foi um mês com bastante experimentações culinárias e repetição de pratos que nós já sabemos que são bons. Em sentido horário, começando pelo bolo:

– Bolo de laranja e raspas de chocolate, feito na forma que a Vanessa me deu de aniversário. Nota 9/10, porque o bolo ficou uma delícia mas grudou na forma 😦

– Repeteco do jantar de aniversário de namoro, com rosbife e batatas Hasselback. Nota 7/10, as batatas não ficaram muito boas.

– Costela barbecue e macarrão caseiro! Esse foi novidade, a Fran do Vai Comer o Que? filmou a receita de massa caseira pra mim, então resolvi experimentar e, não é que deu certo? A costela foi meio que uma furada, ela era enorme e não assou direito. Nota 6/10 pra costela e 10/10 pro macarrão.

– Lasanha de berinjela, nada de mais. Lembro que no dia que fiz ela, não era bem isso que queria comer, então ficou “Ok”. Nota 7/10.

– Essa é totalmente novidade, pizza BLT (bacon, lettuce, tomato). Conheci a receita no canal da Flávia Calina e achei tão diferente que resolvi testar no mesmo dia! A pizza é bem diferente do que o brasileiro é acostumado, não diria que é algo pra se comer quando bate vontade de comer pizza, mas achei uma delícia. Nota 10/10.

– Mais uma receita pega nos blogs/canais que eu sigo, dessa vez a receita de sopa de batata do Outback da Cinthia Ferreira do Spicy Vanilla. Sinceramente? Imitando o Jeremias, se eu pudesse eu comia mil! A sopa é bem gordinha, vai creme de leite, parmesão, batatas (dã), bacon, cebolinha… Essa da foto (porque eu repeti a receita umas 3 vezes no mês) eu não usei caldo industrializado, mas sim um caldo caseiro que eu fiz, e ficou com um gosto espetacular! Poderia gastar 500 linhas escrevendo sobre ela, mas vou só deixar a nota: 10/10, com louvor!

– Nosso macarrão caseiro esperando pra ser usado 🙂 Faz menos bagunça do que parece, mas admito que não fui eu quem fiz o trabalho sujo, o namorado que misturou tudo até virar uma massa maleável, hehehe 😛

– Por último, mas não menos importante, baked potatoes! Desde pequena minha mãe faz baked potatoes e, quando eu percebi que com o dinheiro de 1 batata no shopping eu conseguia fazer 4 batatas ultra recheadas, nunca mais comprei pronta. A minha eu sempre coloco parmesão, requeijão, bacon torradinho e muita cebolinha ❤ Preciso tomar coragem pra fazer outros recheios, mas por enquanto, fica esse mesmo. Nota 9/10, porque eu ainda não aprendi a montar de uma maneira que satisfaça o meu TOC de perfeição, hehehe.

A imagem central foi a minha maior desilusão do mês: Liguei para uma academia de lutas aqui em Guará, marquei horário pra conhecer e quando cheguei lá (toda animada, porque eu amo comer MAS amo me exercitar): Fechada! Aparentemente, no dia anterior teve um campeonato e ninguém se dignou a aparecer por lá. Decepcionante, nunca mais voltei. Até hoje estou atrás de alguma academia que fique fácil pra eu ir 😦  Essa é a desvantagem de morar num bairro afastado, fuéins.

Botando a casa em ordem pt. 1: Resumão de fevereiro

Alô galera de cowboy!

Mais um blog abandonado, mais um projeto “vou manter recordações desse ano” falhando, mais uma vez que eu volto pra falar comigo mesma envergonhada. Nesses 3 meses que se passaram, muita coisa aconteceu: minhas aulas começaram, minha vida ficou corrida, renovei meu “contrato” no Pibid… Numa tentativa de atualizar tudo e deixar guardado aqui, fiz um resumão com as fotos do meu celular. Aliás, muita gente diz que o G+ não serve pra nada, mas o serviço de fotos dele é bem útil, sabiam? Antes eu deixava upload automático no dropbox, mas um dia que o meu aplicativo não quis funcionar, mudei pro G+ e achei bem legal, já que já fica tudo numa mesma conta. Ter as coisas na nuvem é tão prático 😛

Fevereiro

Fevereiro

Fevereiro é o mês do meu aniversário, e destruindo toda e qualquer tradição, eu fiz uma festa pra comemorar meus 24 (ouch) anos. Fiz uma lista bem seleta de pessoas que eu gostaria de ter aqui comigo, fiz as malas e parti pra SP. Claro que metade das pessoas que eu convidei furou, mas isso me ensinou que nem sempre as pessoas tem a mesma consideração por você do que você por elas. Voltando pro lado feliz da coisa: Essa foi a primeira viagem de carro que eu fiz com o namorado, e posso dizer que nos saímos muito bem! O GPS serviu só pra gente saber qual entrada da estrada pegar (saímos da Dutra e fomos pra Ayrton Senna) e qual retorno pegar, já que a gente perdeu a entrada pra Marginal Pinheiros lá em São Paulo #fail Mesmo com poucos convidados, a festa foi bem gostosa, ganhei presentes que eu AMEI (vídeo aqui), joguei bastante Just Dance e revi amigos que eu não via há muito tempo ❤ Obrigada por estarem sempre comigo!
Fotos 4 e 5: Eu e Nadine esperando o parabéns | O baile todo e meu Olaf na mão ❤ 

Alguns finais de semana depois, minha patotinha se reuniu aqui em Guará pra passar 2 dias de muitas aventuras e confusões!  Depois de chegar as 3 da manhã (quando eu e o namorado já estávamos dormindo, hahaha), todos nós acordamos e tomamos um café da manhã reforçado: Ovos mexidos, bacon, waffles, café, leite, patê, torradas e 2 sacos de pão só pro Heavy (eauihEUAHEOAhea <3). Como já é de praxe entre nós, rolou Just Dance no quintal (teve até competição de Timber, alí no cantinho da montagem), comemos no Estação Calabresa e viramos a noite fuçando no HD externo do Heavy e cantando músicas da nossa época mais otaku. Ah sim, também fomos dar uma olhada no terreno baldio que tem aqui perto e batizamos os espíritos que tem lá de Anhanguera e Albuquerque hahaha. No dia seguinte fizemos um risoto a 12 (!) mãos: Alguns me ajudavam com os ingredientes, outros mexiam panela, teve gente filmando e foi uma baguncinha deliciosa! O risoto ficou fenomenal, mas isso não é novidade nenhuma pra quem já comeu meus risotos 😛
Fotos 1, 2, 3 e 6: Competição de Timber’s | Odisséia do risoto 

Espero conseguir botar março/abril aqui logo, é bem legal manter um registro do que eu ando fazendo e serve pra fazer um balanço do ano lá no final 🙂